Strange, we back

MOV04556mari 2016_1_strange_grace_jones copyMOV04556mari

Organizando arquivos, me deparei com os vídeos interessantes para retomar este blog: Libertango de Grace Jones e o vídeo que fiz há muitos anos do meu caminhar, ou melhor, da minha marcha – na realidade, o meu mancar, são os ideais.

O pequeno filme realizado há muitos anos quando pretendia abordar a moda pelo viés da imagem inclusiva. Este estudo, iniciava-se com uma análise da marcha do meu próprio corpo desajeitado, mancando

Em Strange, Grace fala de estranhezas, eu amo as maravilhosas estranhezas da vida e o clipe é lindo. Ela dança com um busto incrível, rodopia, assim como a vida que gira em círculos… Não acredito! Talvez em espirais.

…. Acredito no futuro, sou positivista, neste sentido, rodopiamos para frente, seria possível (!), em espirais, aprendemos com nossos erros, com certeza não com nossos acertos, nos fortalecemos, tropicamos pelo mundo… Do que estou falando? Ah! Da minha própria experiência, depois de um tempo deste blog desativado, voltarei a opinar, de ter tempo de escrever sobre o caminhar, que no meu caso, literalmente, é um mancar pelo mundo, pela moda, pelo design, pela humanidade, pelo empreendedorismo, pelo negócios, pela inovação, pela opinião… pelas estranhezas da vida que te fazem feliz

Por Mariana Rachel Roncoletta,

De São Paulo