Neuro

Neuro, como é chamado o projeto do designer Clement Balavoine, é uma reflexão sobre o passado e o futuro, explica o site no link: http://www.neuro-studio.com/.

A partir de um scanner 3D digitaliza-se o corpo, depois com o auxilio de softwares específicos e designers capacitados para tal, obviamente, desenvolve-se o design.

2016_04_1neuro  2016_04_2neuro

Neste processo, pode-se calcular o uso de material, o peso das peças, fazer os ajustes das mesmas para o corpo do indivíduo, visto que, o corpo do mesmo já foi digitalizado. Imagine este processo sendo utilizado na confecção de produtos para pessoas com deficiência que muitas vezes precisam de peças sob medida!!!

Tudo isso, como você pode ver, não afeta o aspecto estético do design (não posso afirmar sobre as questões funcionais, não testei, ta!).

Ainda chamo atenção para as características interessantes do ensaio fotográfico. Existe uma certa poesia no ar, não é um foto dura, pesada… diria intensa, mas me traz até uma sensação de leveza. Interessante; para acompanhar de muito perto.

Por Mariana Rachel Roncoletta

Créditos: http://www.neuro-studio.com/.