MoDe Apebem

O evento realizado em parceria com a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo e pretende discutir a Moda e o Design. São vários os aspectos a serem enfrentados, entre eles: econômicos; de criação, produção e difusão.

2016_06mode

Existe o Congresso e as palestras valorizando a cultura e a articulação de novos produtos. São 4 dias de programação:

13 e 14 de outubro

Moda e Design: Economia, Inovação e Sustentabilidade

Auditório da Livraria Cultura, Bourbon Shopping. Endereço: Rua Palestra Itália, 500 – Piso 3 – Loja 211 Perdizes – 05005-030 – São Paulo – SP

 

15 e 16 de outubro

Mercado MoDe

Local: Parque da Agua Branca
Endereço: Avenida Francisco Matarazzo, 455
Barra Funda – São Paulo – SP
Horario: das 10h as 18h.


Informações completas: http://www.modeabepem.com.br/pages/index.php

Por Mariana Rachel Roncoletta

Strange, we back

MOV04556mari 2016_1_strange_grace_jones copyMOV04556mari

Organizando arquivos, me deparei com os vídeos interessantes para retomar este blog: Libertango de Grace Jones e o vídeo que fiz há muitos anos do meu caminhar, ou melhor, da minha marcha – na realidade, o meu mancar, são os ideais.

O pequeno filme realizado há muitos anos quando pretendia abordar a moda pelo viés da imagem inclusiva. Este estudo, iniciava-se com uma análise da marcha do meu próprio corpo desajeitado, mancando

Em Strange, Grace fala de estranhezas, eu amo as maravilhosas estranhezas da vida e o clipe é lindo. Ela dança com um busto incrível, rodopia, assim como a vida que gira em círculos… Não acredito! Talvez em espirais.

…. Acredito no futuro, sou positivista, neste sentido, rodopiamos para frente, seria possível (!), em espirais, aprendemos com nossos erros, com certeza não com nossos acertos, nos fortalecemos, tropicamos pelo mundo… Do que estou falando? Ah! Da minha própria experiência, depois de um tempo deste blog desativado, voltarei a opinar, de ter tempo de escrever sobre o caminhar, que no meu caso, literalmente, é um mancar pelo mundo, pela moda, pelo design, pela humanidade, pelo empreendedorismo, pelo negócios, pela inovação, pela opinião… pelas estranhezas da vida que te fazem feliz

Por Mariana Rachel Roncoletta,

De São Paulo

Convite 6º Concurso de Moda Inclusiva e 3º Fórum Internacional de Moda Inclusiva e Sustentabilidade kate obsession

Kate Moss é empresária de linha infantil

A famosa supermodel, Simon Cowell do programa “American Idols” e Sir Philipp Green, o nono homem mais rico da Inglaterra e dono do grupo Arcadia que mantêm a Top Shop se uniram em um projeto que pretende concorrer com a Disney.

Kate, além de assinar uma linha de roupas e acessórios, será a imagem do empreendimento, estipulado em US$ 2 bilhões.

kate e sociosNa foto da esquerda, revirei meu acervo para mostrar pra você, a menina Kate na famosa campanha do perfume Obsession de Calvin Klein realiza em 93 pelo fotógrafo Mario Sorrenti. Na imagem da esquerda: Kate e seus parceiros.

Só para você ter uma idéia, atualmente a primeira colocada é nossa Gisele com US$ 25 milhões e Kate, a terceira colocada pela Forbes com US$ 8.5. Veja o post: Modelos em milhões.

Se Tudor der certo, ela faturará no primeiro ano de negociações, aproximadamente US$ 200 milhões, passando assim a ser a modelo mais bem remunerada do mundo.

Detalhe todo o projeto é voltado para crianças!

Por Mariana Rachel Roncoletta

 

ana bela

Maior Diversidade no SPFW vai pegar?

Segundo o próprio site do SPFW, o evento assinou um termo de  compromisso de ajustamento de conduta com o Ministério Público do Estado de São Paulo, no qual se compromete a sugerir a contratação de pelo menos 10% de modelos dentre negros, afrodescendentes ou indígenas, do total dos modelos contratados em cada desfile.

Apesar de não existir um número expressivo de modelos das etnias mencionadas, já passaram pelo evento modelos internacionais como Alek Wek e Naomi Campbel, sem contar as brasileiras Emanuele de Paula, Ana Bela, Rojane e Suyane que através do evento consolidaram suas carreiras.

Veremos se as marcas irão aceitar a sugestão! Em breve te contarei, já que os desfiles começam em 2 semanas.

Mariana Rachel Roncoletta

Fotos: Ana Bela – www.waymodel.com.br

Roncoletta altura de bico2

Check-list de calçados – altura de bico

A altura do bico (elevação da biqueira) deve ser de aproximadamente 1 cm do chão. Essa detalhe que pouquíssimas pessoas olham pode lhe provocar muita dor nos pés e inclusive na coluna.

Não vá se fantasiar por ai, usando calçados do Aladim!

Mariana Rachel Roncoletta

Fonte: Roncoletta (2009) adaptado do site SBRT (s/d)

Publicado originalmente em 03/06/2009.

mercadal

Check-list de calçados: modelos de bico

Este é o quinto post da série Check-list de calçados, agora vamos falar de modelos de bicos. São o formato que possuem o sapato bico, também conhecido como biqueira do design de calçados. Existe uma variável imensa, falarei das básicas, até, porque, as demais variam destas: redonda, quadrada e fina.

Procure por bicos quadrados ou redondos, certifique-se que os mesmos continuaram arredondados durante a marcha, isto é, quando você estiver caminhando, na parte do passo que seus dedos carregam o peso do corpo, os sapatos devem continuar com o bico arredondado – eles jamais podem comprimir seus dedos.

Faça o seguinte teste: Vista o sapato e olhe de frente para um espelho, de o passo e observe se o sapato afunila quando você está com o peso do corpo nos dedos. Se isso acontecer, o formato novo é um V. Ah…ficou na duvida, tire a prova de fogo:

Pegue o sapato em suas mãos e olhe de frente para o espelho. Simule a mesma passada e observe atentamente, se o sapato não mantém o formato do bico, você verá que sua forma original se modificou. Deixe-o na loja.

Agora, se você ama bicos finos, não tenha medo de exagerar. Invista nos super bicudos!

 

Mariana Rachel Roncoletta

Publicado originalmente em 03/06/2009.

encaixe  calcados mariana roncoletta

Check-list de calçados – encaixe

Varias pessoas não conseguem distinguir se o calçado está apertado ou não. Existe espaço suficiente para os seus dedos quando você caminha? A sensação ideal é sentir uma leve pressão na lateral nos dedos dos pés. O calçado firme é aquele que não aperta os dedos e, simultaneamente, não deixa espaço entre o calcanhar e o cabedal traseiro quando você se impulsiona pelo triângulo de propulsão dos pés – parte da planta dos pés que suportam os dedos, conforme central.

Outra dica é escolher por estilos de calçados que possuem diferentes tiras de ajustes no tornozelo e até mesmo no cabedal frontal, ou seja, no peito do pé, podem auxiliar na sensação de segurança relacionada ao design de calçados.

A última dica sobre encaixe é a aquisição de calçados por você apenas após algumas horas desperto e depois de leves caminhadas, visto que o corpo e, principalmente os pés, já terão inchado.

Mariana Rachel Roncoletta

Publicado originalmente em 30/05/2009.

REGINA BARBOSAgarçonne3

Check-list: adoráveis modelos de salto

Evite saltos finos, tipo stiletto, mas, se assim o desejar, verifique se ele dá equilíbrio ao seu corpo. O salto fino baixo também desequilibra: ande um pouco e verifique se você não vira o pé.

Prefira saltos grossos, costumam ser mais estáveis, afinal, a área de contato com o chão é maior do que a de um salto fino.

Ao escolher anabelas, verifique se ela permite que você faça o movimento natural do caminhar.

Plataformas, normalmente, impedem o caminhar natural e ainda podem fazer com que você torça facilmente os pés.

Enfim, quem sou eu para dizer qual modelo de salto você deve usar? Use-o os quais te agradam mais, você é livre para fazer suas próprias escolhas. Sinto que, devo alertá-la sobre os modelos de salto, para que quando você escolher usá-los, pense e use-os com cautela, ok!

 

Até o próximo post

Mariana Rachel Roncoletta

Ilustração: Regina Barbosa

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Check-list de calçados: equilíbrio

Sabe aquela sensação de torcer o pé? Então, o equilíbrio é fundamental para se sentir segura ao usar qualquer estilo de calçados. Essa percepção relaciona-se a dois critérios: preenchimento da sola do salto ao chão e prolongamento do eixo de equilíbrio do corpo

1. Preenchimento da sola do salto ao chão:

Os saltos devem encostar totalmente no chão – independentemente da altura do salto, a imagem mostra um scarpin já adaptado para pessoas com dismetria de membros inferiores.

2. Prolongamento do eixo de equilíbrio do corpo:

O eixo de equilíbrio do corpo entre quadril, joelho e tornozelo deve se prolongar pelo sapato. Se o salto encosta parcialmente, provavelmente alterará o eixo natural do seu corpo, desequilibrando você, provocando a sensação que seus pés viram ou para dentro ou para fora.

Mariana Rachel Roncoletta

Publicado originalmente em 30/05/2009.