Convite 6º Concurso de Moda Inclusiva e 3º Fórum Internacional de Moda Inclusiva e Sustentabilidade huge capa

Denim for All

Os jeans são as peças mais utilizadas por nós. Possuem diversos estilos, incorporam nossas vidas, seja no dia a dia ou na noite. As peças podem ser clássicas, chics, glamourosas, customizadas, da feirinha, recicladas…

Das peças do austríaco Levi Strauss (já com rebites!!) que apareceram nos EUA, em 1873, passando pela rebeldia dos ícones dos anos 50/60, representados por James Deam, às coleções mais sofisticadas e luxuosas, encontramos na historia da sociedade: o Sr. Jeans, sempre em nossos closets, claro.

Em sua homenagem, selecionei o editorial da revista japonesa masculina HUGE intitulado Absolut MAN com peças da primeira coleção masculina da Balmain, disponível em: Huge Magazine.

huge1 huge2 huge3 huge4 huge5 huge6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O modelo é o Ash Stymest, fotografado por Satoshi Sakurai e o styling é de Tsuyoshi Noguchi. Atenção para as taxas e o fino clima de rebeldia!!! O gestual de Ash é tudo de bom.

Por Mariana Rachel Roncoletta

Fotos: Huge (reprodução)

 

shiseido2

Beleza delicada

A Shiseido lançou, esta semana, sua nova linha de maquiagem 2009/10 no Brasil. São 20 cores de batons delicadas e leves. Ufa !!! Finalmente chegou. Tem um videozinho no YouTube e no ShowStudio.com que mostra como o fotógrafo Nick Knight fez os cabelos moldarem o rosto da top. As imagens são de uma delicadeza e equilíbrio incríveis.

Já a coleção Russian Beauty, é da Guerlain:  também delicada – aposta nos rosáceos e violetas. Inspirada na modelo Natalia Vodianova, a marca traz uma suavidade clássica, que ainda não está disponível por nossas terras. Snif !!!

Mariana Rachel Roncoletta

Fotos: divulgação

 

gui no mube2

No MuBE – A Message For You by Guy Bourdin

A 3ª edição, o Iguatemi Photo Series traz a mostra “A Message For You”, com uma retrospectiva do trabalho do fotógrafo francês Guy Bourdin (falei da exposição em homenagem a ele em Cannes na semana passada).

Esta que acontece no MuBE em São Paulo, com curadoria de Chico Lowndes é imperdível. São editoriais de moda internacionais, fotografias inéditas, campanhas de grifes famosas, curtas-metragens, filmes e editoriais em movimento produzidos entre 1950 e o início dos anos 1990. Estou louca para ver – Guy Bourdin já era multimídia há décadas !!!

Exposição:“A Message For You”, de Guy Bourdin

Onde: MuBE

Rua Alemanha, 221 – São Paulo

Informações: 11. 2594-2601

Quando: de 15 de agosto a 31 de agosto – de terça a domingo, das 10 às 19hs

Por Mariana Rachel Roncoletta

Fotos: divulgação

 

yamamoto

Fashion Revolution

É o título de um super projeto organizado pelo Show Studio. Incorpora uma exposição no Somerset House  (casa londrina que realiza concertos, festivais de dança e exibições de filmes ao ar livre) e uma competição fotográfica realizada com os trabalhos enviados.

Para participar, basta fazer o download da modelagem de uma das peças de Junya Watanabe ou Alexander McQuenn ou Maison Martin Margilea ou John Galliano ou Antony Price ou Yohji Yamamoto ou ainda do queridinho do momento Gareth Pugh, depois fotografá-la com a sua leitura pessoal e enviá-la para o Show Studio. Link: http://www.showstudio.com/project/designdownload/

Se você não quiser participar da competição, poderá ver e fazer as peças destes designers, afinal não só a modelagem está em arquivos pdf como também instruções sobre qual tipo de material utilizar, cortes e acabamentos. Então, quer experimentar?

por Mariana Rachel Roncoletta

 

sofa lacroix

Exposições: Lacroix e Bourdin

Christian Lacroix, apesar dos problemas financeiros, ganha uma mostra de suas criações a partir de 24 de agosto no Museu de Arte Brasileira da FAAP – São Paulo.

A curadoria é de Delphine Pinasa, “Christian Lacroix – Trajes de Cena” apresenta 100 looks e 80 desenhos originais de figurinos concebidos por ele para óperas, balés e peças, como “Otelo”, “Carmen” e “Fedra”. O material é muito bacana – você pode ver como ilustrações ganharam a vida em looks.

“CHRISTIAN LACROIX – TRAJES DE CENA”

Onde: R. Alagoas, 903 – São Paulo

Quando: de 24/08 à 1/11

Informações: http://www.faap.br/museu/index.htm

Fotos: divulgação

 

Guy Bourdin, um dos fotógrafos de moda mais influentes (apesar de já falecido há mais de 18 anos) é o homenageado do “7TH Internacional Festival of Fashion Photography” em Cannes. As imagens são incríveis e divertidas com fotos de Barbara Cole, Fluvio Maiani e Fabian Laghi.

 

“7TH Internacional Festival of Fashion Photography”

Onde: R. D’Antibes e Palm Beach Cassino

Quando: de 01/07 à 28/11

Informações: http://www.palaisdesfestivals.com/article.php3?id_article=4711

 

Por Mariana Rachel Roncoletta

Fotos: 7TH Internacional Festival of Fashion Photography

 

puma

Power of Fashion Vídeo…

Os vídeos de moda, seja em linguagem de editorial (veja o ensaio da Vogue Brasileira – Shoking, através do link: http://rgvogue.ig.com.br/rgtv/2009/05/18/vogue+shocking+6194966.html) ou seja em formato de campanha, estão crescendo e ampliando as relações comunicativas de suas mídias. Vocês se lembram do burburinho da campanha da Dior – o curta “The Lady Noire Affair”, que ao meu ver nem foi tão incrível assim, mas que gerou farta mídia espontânea?

Desta vez, com um enfoque mais plural, a marca esportiva Puma em parceria com Alexander McQueen e o fotógrafo e também filmmaker Nick Knight lançaram a “Our Raw Power” – uma competição que oferece a jovens diretores e artistas a chance de editar seus vídeos utilizando o material da marca.

O vencedor escolhido por Night e McQueen terá a oportunidade de veicular seu trabalho pelo mundo afora, com previsão de lançamento em janeiro. Para participar acesse o link: http://www.showstudio.com/project/rawpower/

Fique de olho nestas conexões entre moda e vídeo.

Por Mariana Rachel Roncoletta

Fotos: divulgação Puma

 

advanced5a

Personal Styling

advanced3a advanced5 advanced2aJá falamos por aqui de pluralidade e diversidade na moda, alias Diane Crane (socióloga que estuda moda) diz que, a moda é muito mais uma ferramenta de escolhas do que mimética. Sua imposição de tendências e homogeneização, segundo a autora, nunca foi total, nem mesmo nos tempos da Alta-Costura.

Espera-se que o consumidor construa seus looks a partir de um leque de produtos disponíveis no mercado. Estas escolhas são pessoais e associadas ao gosto de cada um – o que de certa forma chamamos de estilos pessoal. Sim estilos, no plural, afinal você pode querer ser uma clássica executiva durante o dia e à noite, uma mulher sexy e ousada – não? Diferentes estilos para diferentes contextos sociais.

Bem, recentemente vi no blog da Biti (Moda Sem Frescura, eu realmente recomendo) o blog Advanced Style disponível pelo o link: http://advancedstyle.blogspot.com/ dedicado as pessoas com mais de 70 anos que usam os looks como formas de expressão. As imagens deste post são deste blog.

Então, personal styling é ou não é uma questão de escolha? Quem disse que devemos seguir tendências? Use-as, se você quiser, como você quiser – e se você não segui-las, muito provavelmente algum Cool Hunter (profissional especializado em localizar tendências) irá fotografar seu look “interessante” e usá-lo em algum Book de Tendências futuro.

O importante é você se expressar como você quer se expressar !!!

Por Mariana Rachel Roncoletta

Fotos: Advanced Style

Ze Pedro

O Timming da Vida com Zé Pedro

Nos bastidores do FH, encontro o DJ querido e famoso. Tenho que aproveitar para uma entrevista rápida. Só consegui finalizar o texto escrito estes dias.

Primeiro: abraços e beijos de saudades seguido do famoso: E aí veia? É sempre assim que nos cumprimentamos ao meio de muita gargalhada.

Para quem não conhece a história de Zé Pedro. Ele, Mau Mau e Renato Lopes dominaram as trilhas sonoras durante muitos anos do Phytoervas Fashion, Morumbi Fashion Brasil, e assim sucessivamente, além de tocarem nas festas mais descoladas. Zé Pedro não perdeu a paciência com os fashionistas (precisa ter paciência e sapiência conosco) e continua fazendo muitos e muitos desfiles mundo afora.

Ele foi “descoberto” por Paulo Borges durante uma festa da Forum, quando apresentou Parabéns pra Você, se não me engano para o Giovanni Bianco ao som mixado em ritmos populares brasileiros com musica eletrônica. Não lembro de quem. Desculpem-me, faz tempo. Usar música brasileira é uma das suas assinaturas sonoras.

Autor do livro “Meus discos e nada mais — memórias de um DJ na música brasileira”. Ele também tem o site DJ Zé Pedro, pelo link: http://djzepedro.uol.com.br/web/ que você tem acesso a discografia dele, assim como também pode baixar as trilhas dos desfiles e diversas músicas mixadas.

Sobre a construção da trilha ele diz que depois de escutar o briefing sobre a coleção (o que seria uma espécie de inspiração, às vezes com imagens) insiste que seu cliente: “Vá lá em casa, para achar umas músicas, encontrar um lugar.”

Que lugar?, pergunto.

_ “Ah…tem um lugar, né veia. É o lugar…” Depois que encontram este espaço musical, uma espécie de caminho a ser trilhado. Ele vai unindo pedaços, mixando, encaixando e claro, caminhando. Envia para o designer, muitas vezes para stylist também que dão suas opiniões.

_ “Ai, depende do cliente. Tem gente que põem a mão em tudo, que quer trocar a trilha até a última hora, que quer aquele som, e eu sei que não vai funcionar, tem gente que não muda nada…É complicado você está a serviço de outro artista… Num é veia? Você sabe como é! (Muitas gargalhadas).

Na sua opinião o que é mais importante para fazer a trilha do desfile?

_“Conheço muita música, mas para fazer desfile, você precisa ter noção de timming: saber quando o som é legal, mas para a trilha é ruim, até que ponto do  som você vai usar e o que trazer na seqüência… As pessoas não ficam mais na primeira fila balançando o pezinho porque gostaram do som, a trilha não salva mais desfile ruim….Elas sentem o conjunto, o conjunto do espetáculo.”

Aliás, timming não é só no catwalk, mas também nas passarelas da vida. Sentir e vivenciar este conjunto até que é bem divertido. Não é, veio?

Por Mariana Rachel Roncoletta

 

alice3 Helena Bonham Carter

Em cena: figurinos de Alice

alice2 Johnny Depp Os responsáveis por criar estas maravilhas, nem sempre são tão valorizados como realmente merecem. Sim, eu sei, existe o Oscar para figurinista (leia-se: Costumer Designer) mas me parece tão pouco perto do que eles nos proporcionam.

Para você ter uma idéia, muito se falou nas últimas semanas sobre o figurino da versão em 3D de “Tim Burton’s Alice Wonderland” mas foram pouquíssimos os blogs que mencionaram a autora destas criações. Incrível, não?

O nome dela é Colleen Atwood, com 2 Oscars no currículo: por Memories of Gheisa (2005) e Chicago (2003). Tenho certeza que você já assistiu estes filmes. Ao todo até o momento, forma 24 nomeações, 16 outras indicações ganhas, entre elas, um Emmy por Tony Bennett (2007). Na foto ela recebe o prêmio em 2005.

Sem Colleen, os personagem fantásticos protagonizado por Anne Hathaway (a Rainha Branca) e por Johnny Depp que interpreta o Chapeleiro Maluco, ou ainda Helena Bonham Carter como a Rainha Vermelha do clássico de Lewis Carroll – Alice no país das maravilhas, simplesmente teriam outro impacto. Deixo aqui, então, meu apelo para darmos os devidos créditos à estes profissionais que dão vida além de nossa imaginação.

Divirta-se com o figurino e também com o trailler oficial, pelo link: http://movies.ign.com/dor/objects/14219277/alice-in-wonderland/videos/sdcc09_alice4 Mia Wasikowskaalice_wondr_tease1_1_072209.html

Para ver o filme completo, só em março de 2010!

por Mariana Rachel Roncoletta

fotos: divulgação Disney e  Collen Atwood (reprodução – http://www.imdb.com)